prev next

O Cinema Mágico de Georges Méliès

août 20th, 2011 Cultura, general
Image de prévisualisation YouTube

Quando pensamos em cinema associamos sua invenção aos irmãos Lumières, mas a transformação do cinema em arte e em espetáculo é mérito de Georges Méliès. A história de Méliès com a sétima arte começa no dia 28 de dezembro de 1895 quando ele assistiu a primeira projeção pública do cinematógrafo inventado pelos irmãos Lumières, no Grand Café do boulevard des Capucines, em Paris. Méliès, reconhecido na França como mágico ilusionista, viu nessa invenção uma boa maneira de mostrar sua arte. Entusiasmado, ele propõe aos Lumières a compra da máquina. A proposta é recusada. Então Méliès vai até à Inglaterra para realizar o seu objetivo.

Ao retornar à França com sua câmera, ele roda seu primeiro filme (Une partie de cartes,em 1896). O único cenário de que dispunha era o jardim de uma casa em Montreuil, herança familiar, que se torna assim o primeiro estúdio de cinema do mundo. O roteiro era simples: Méliès colocou um dos amigos presentes atrás de seu aparelho e os demais em torno de uma mesa. Então, convidou os amigos para jogar uma partida de cartas, pedindo aos mesmos que agissem como na vida real, evitando especialmente olhar para a câmera. A partir desse dia, Méliès não parou mais de filmar.

Depois de filmar cenas da vida cotidiana, Méliès abriu as portas de um domínio inexplorado: o sonho, a fantasia, a poesia. Um dos maiores feitos de Méliès foi o de revolucionar a linguagem cinematográfica utilizando truques de edição que o permitiam não somente gravar a realidade, mas de transformá-la em espetáculo (na época do filme preto – e – branco, Méliès coloria alguns dos seus filmes à mão!).

A Caixa Cultural, no Rio de Janeiro, apresenta, de 15 a 21 de agosto de 2011, a mostra com uma retrospectiva cinematográfica dos trabalhos de Georges Meliès. Serão exibidos filmes produzidos entre 1894 e 1913, dentre eles Viagem à Lua (1902), e ainda duas sessões especiais, com exibição de filmes em película, com acompanhamento de música ao vivo. Para os mais cinéfilos, fica ainda a sugestão: http://www.cinefrance.com.br/

 

 

6 Responses to “O Cinema Mágico de Georges Méliès”

  1. yann dit :

    bravo telma ! je trouve que l’on oublie trop souvent la dimension historique du septième art…

    • Telma dit :

      Cher Yann,
      Tu as raison. Pourtant,pendant notre stage, et plus précisément dans le module cinéma,cette dimension tenait toujous sa place. Abraços!

  2. Fran dit :

    Adorei o « filme »! Quero ver essa exposição…

  3. bruno dit :

    Trés bon articles, ça aide à parfaire ma culture générale sur le cinéma !

  4. [...] Não entraremos em detalhes para não estragar a surpresa causada por uma grande virada no enredo, mas pode-se dizer que o autômato de Hugo, que aparenta ser o centro da história é, na verdade, apenas a chave para uma (quase que totalmente) nova história, que envolve uma menina, a história do cinema e Georges Méliès. Caso você não saiba quem é este último, há mais informações aqui. [...]

  5. ALICE dit :

    George Méliés para mim é uma grande inspiração aquele homem acreditava no que fazia e fazia o que acreditava le tinhas sonhos que por uma guerra foram frustados mais mesmo frustado George Méliés é lembrado como o pai do cinema ele pode ser lembrado no meu ponto de vista um grande homem que quiz e acreditou no seus sonho

Leave a Reply

*


Bienvenue

Este espaço está aberto a todos aqueles que compartilham um interesse especial pelo francês, língua falada por mais de 200 milhões de pessoas em todo o mundo. Este blog também é um convite a uma …

logo conjugueur Conjugueur FLE

Ecrivez dans le formulaire un verbe et découvrez sa conjugaison grâce au conjugueur de Bonjour de France.




Partenaires

Fédération internationale
des professeurs de Français


FIPF UFF

Les partenaires de Bonjour du Monde

Bonjour du Monde

Derniers articles Bonjour du Monde

Partagez !